Últimas profecias bíblicas cumpridas relacionadas ao papado

papa

Últimas profecias bíblicas cumpridas relacionadas ao papado

Quando nos referimos a profecias bíblicas, pensamos que a interpretação é difícil. No entanto, basta observarmos em qual contexto elas estão inseridas para que possamos compreendê-las.
Assim, as profecias bíblicas nunca se contradizem.E quando falamos em profecias, comumente abordamos os assuntos relacionados ao “fim do mundo”. Sobre tal tema, a bíblia está repleta de abordagens. E principalmente no livros de Daniel e do Evangelista Mateus, na Carta de Paulo aos Tessalonicenses e, logicamente, no livro de Apocalipse.

Hoje, ao saber da renúncia do Papa Bento XVI, me pus a escrever tal texto, visando esclarecer alguns fatos, especificamente os relacionados ao papado.

Deixo claro, que não defendo nenhuma igreja como instituição. O que falarei será a luz da bíblia. Logo, antes de questionarem, simplesmente averiguem a o livro sagrado para confirmar o que direi.

Primeiramente abordarei o seguinte texto bíblico:   

Apocalipse 17:9-11: “Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher meretriz está assentada. E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.”

É de conhecimento de todos que a besta que emerge do mar é o anticristo. Em relação as 7 cabeças, “são 7 montes sobre os quais a mulher está assentada”. Quando a bíblia se refere a mulher, alegoricamente está se referindo a igreja. Nesse caso, quando é “noiva de cristo” é uma igreja pura, sem pecado. E quando se refere a “meretriz”, é uma igreja que se corrompeu, que se prostituiu, com pecado. Lembrando que uma mulher meretriz nasce pura e torna-se impura. Assim, a meretriz (uma igreja impura), está assentada sobre os 7 montes. E quais 7 montes seriam esses onde estaria localizada essa igreja (meretriz)?  Consultei o Wikipédia e veja o que diz sobre Roma:

[Roma espalha-se pelas margens do rio Tibre, compreendendo o seu centro histórico com as SUAS SETE COLINAS: Palatino, Aventino, Capitólio (Campidoglio), Quirinal, Viminal, Esquilino, e Célio. Segundo o mito romano, a cidade foi fundada por volta do ano 753 a.C..[2] (data convencionada) por Rómulo e Remo, dois irmãos criados por uma loba, que são atualmente símbolos da cidade. Desde então tornou-se no centro da Roma Antiga (Reino de Roma, República Romana, Império Romano) e, mais tarde, dos Estados Pontifícios, Reino de Itália e, por fim, da República Italiana.

No interior da cidade encontra-se a Cidade do Vaticano (ou Santa Sé), sede da Igreja Católica Apostólica Romana e residência do Papa, que também é bispo de Roma. É a única cidade do mundo a hospedar no seu interior um Estado estrangeiro (o Vaticano) , por tal motivo com frequência definido como capital de dois estados.] Grifo nosso

Esclarecemos essa questão?
Seria a igreja católica a meretriz assentada sobre os 7 montes? Afinal tem a sua sede em Roma. Desse ponto, vamos tentar compreender as profecias envolvendo a renúncia do Papa Bento XVI. Analisemos o texto bíblico abaixo:

Apocalipse 17:9-11: “Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada. E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo. E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.”

Consultemos de novo o Wikipédia:

[A Cidade do Vaticano é uma cidade-Estado que existe desde 1929. É distinta da Santa Sé, que remonta ao Cristianismo primitivo e é a principal sé episcopal de 1,142 bilhão de Católicos Romanos (Latinos e Orientais) de todo o mundo. Ordenanças da Cidade do Vaticano são publicados em italiano; documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim.

O Tratado de Latrão, de 1929, que criou a cidade-Estado do Vaticano, a descreve como uma nova criação (preâmbulo e no artigo III) e não como um vestígio dos muito maiores Estados Pontifícios (756-1870), que anteriormente abrangiam a Itália central. A maior parte deste território foi absorvido pelo Reino de Itália em 1860 e a porção final, ou seja, a cidade de Roma, com uma pequena área perto dele, dez anos depois, em 1870.

A Cidade do Vaticano é um Estado eclesiástico ou sacerdotal-monárquico, governado pelo bispo de Roma, o Papa. A maior parte dos funcionários públicos são todos os clérigos católicos de diferentes origens raciais, étnicas e nacionais. É o território soberano da Santa Sé (Sancta Sedes) e o local de residência do Papa, referido como o Palácio Apostólico.] Grifo nosso

Ou seja, o Vaticano é um Estado . Por isso que o papa quando chega a um país recebe honras de Chefe de Estado. O papa é autoridade máxima no Vaticano. É o papa quem nomeia o presidente daquele pequeno pais, assim como ocorre na Inglaterra, cujo regime é monárquico.

Agora a pergunta. Quantos papas governaram desde o ano de 1929? Lembrando que o ano de 1929 foi quando a cidade foi reconhecida como estado-monárquico. Veremos que os papas que receberam o título de “reis” desde o ano de 1929 foram os seguintes:

  • 1º - Pío XI (1922-1939)
  • 2º – Pío XII (1939-1958)
  • 3º – João XXIII (1958-1963)
  • 4º – Paulo VI (1963-1978)
  • 5º – João Paulo I (1978)
  • 6º – João Paulo II (1978 – 2005)
  • 7º – Bento XVI (2005 – 2013)
A história confirma que durante a segunda fase do Papado, Pío XI foi o primeiro em ser reconhecido como soberano independente, ou o que é o mesmo, rei de sua própria nação. A partir de então, todos seus sucessores receberam o mesmo legado, aumentando de ano em ano sua influência sobre as demais nações do mundo. O seguinte gráfico apresenta sua localização dentro do contexto profético do tempo do fim:

Assim, desde que o Vaticano é Estado independente, foram 7 reis. O último, nesse caso, é o papa Bento XVI, e que a profecia diz que, “convém que dure um pouco de tempo”. E esse acontecimento está se cumprindo hoje, com a sua renúncia.

E em breve conheceremos o 8º papa.

Como será veiculado pela imprensa, o papa Bento XVI vai permanecer como papa, porém sem reino. Uma vez papa, sempre papa. Mas, eis a questão. Com a renúncia ele perde o poder papal e a sua influência? Claro que não. E então cumprirá a profecia: “E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição”. Enfim, o 7º reinará com o 8º! A profecia é clara ao declarar “e é dos sete“.

É evidente que estamos vivendo sob o domínio do sétimo rei desta profecia até o dia 28 de fevereiro, quando a renúncia oficialmente ocorrerá. Agora bem, se temos em conta que o sétimo rei, atual papa Bento XVI, durou “pouco tempo” e que o “oitavo” governará tão só por “uma hora profética“, ou seja, por alguns dias, não cabe dúvida de que estamos vivendo no limite da batalha final entre os poderes do bem e do mal e, por conseguinte, da 2ª vinda de Cristo.

Fonte : DeOlhOnafigueira
A. C. Carrafa

About these ads

Tags:

Uma resposta to “Últimas profecias bíblicas cumpridas relacionadas ao papado”

  1. acrizio carneiro ferreira Says:

    coisas estranhas, tempos difíceis estamos vivendo. Nunca imaginaria que tivéssemos dois papas. É, forças estranhas, tremendas, estão dominando o mundo, em razão disso, é que vemos tais acontecimentos. Têm força, fazem como entenderem. Uma coisa é certa, tais forças têm um único objetivo, que é denegrir, diminuir, manchar, dar outro rumo, tudo aquilo que Jesus, o Cristo, o Messias, o Enviado, o Ungido de Deus, o Advogado, o Consolador, o Reis dos reis, o que veio para vencer, fez na cruz do Calvário. Lógico que, estando todos nós nos fins dos tempos, angústia de morte tem atacado aquele que sabe ter pouco tempo para tentar fazer tudo aquilo que também sabe, nunca conseguirá. Dizem alguns que Jesus não morreu na cruz, foi um seu sósia. É diabólica essa afirmação. Dizem alguns que, na verdade, não houve ressurreição, já que Jesus não morreu, já que, também, nem existiu Jesus. O que me deixa pasmo, é saberem todos esses que assim ensinam e mesmo assim não deixam de ensinar. Se Jesus não morreu na cruz, então parem, também, de ensinar essa sua “verdade”. Mas o certo é todo o reino espiritual do mau sabe que o Senhor Jesus nasceu de uma virgem, cresceu em estatura e espiritualidade, pregou, curou, ressuscitou gente, expulsou demônios sem conta e, por fim, por livre vontade deixou-se abater, pois tinha plena convicção da necessidade que o homem tinha de Um Salvador a sua altura. O inferno sabe disso muito bem e, por saber disso muito bem, foi que erigiu doutrinas estapafúrdias, monstruosas, iníquas para que, crendo muitos, nelas, tenham sua visão tapada, indo para o inferno com aquele que as criou. Esse negócio de NOVA ORDEM MUNDIAL, é em razão de que Deus colocou em suas mentes para que tenham um mesmo intento e deem à besta, o poder que ela precisa para fazer o que acha que deve fazer. Sabemos que a terra precisa produzir uma vez e meia a duas vezes, num ano, o que consumimos em um ano, assim, há necessidade de que muitos milhões, bilhões até, morram para que o que é produzido dê para os que ficarem e assim, haja paz na terra e o senhor do mundo, o anticristo, se apresente como salvador desse mundo de tolos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 115 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: