Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Resolução aprovada pela UNESCO nega registro bíblico sobre Monte do Templo – Nova reunião será dia 02/05

maio 1, 2017

Imagem redimensionadaEm uma votação dramática, o Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO / ONU (WHC) aprovou no dia 26/10/2016 , uma nova resolução que volta a ignorar os laços judeus com o Monte do Templo e só considera os nomes muçulmanos para o local que é considerado sagrado, também para o judaísmo e o cristianismo.  

Uma nova reunião da UNESCO está marcada para o dia 2 de maio, em Genebra. Segundo o governo de Israel, em documento divulgado nesta sexta-feira (28), “O comitê executivo da UNESCO deve votar outra decisão política, declarando como ilegal tudo o que Israel realiza em Jerusalém, com referência a todas as decisões passadas, como aquelas que negam a conexão entre o povo judeu e Jerusalém”.

O estado judeu está comemorando dia 24 de maio a reunificação de Jerusalém, cuja porção Oriental era dominada pela Jordânia. Após a Guerra de 1967, toda a cidade voltou para o controle de Israel, com exceção do Monte do Templo.

Negação das Escrituras

A pastora Jane Silva, presidente da Comunidade Internacional Brasil e Israel pede mobilização de cristãos brasileiros em oração. Ela afirma que o Brasil novamente votará contra Israel, algo que traz maldição sobre o país. Citando Gênesis 12:3, ela lembra que a promessa de Deus continua válida. O texto diz: “Abençoarei os que te abençoarem, amaldiçoarei aquele que te amaldiçoar”.

“O que mais me preocupa como conhecedora e praticante da Palavra de Deus, é o Brasil estar indo na contramão das Santas Escrituras”, sublinha. Em carta aberta, divulgada por ela esta semana, a pastora diz que se o Brasil se alia aos muçulmanos para negar a existência do templo, está negando todo o Evangelho. “Se não havia um Templo judaico no local, como Jesus o visitou e até pregou nele?”, questiona.

Segundo a Bíblia, no local foram construídos o primeiro e o segundo templo judaico de Jerusalém. Porém atualmente há uma mesquita construída no Monte.

Israel já temia que a proposta fosse aprovada, mas também tinha esperanças de que alguns dos 21 Estados-Membros optassem pela abstenção ou oposição ao texto.

Em vez disso, a Tanzânia e a Croácia tinha pediram por uma votação secreta. Quando os votos foram contados, apenas 10 países tinham votado a favor da proposta, dois se opuseram a ela, oito se abstiveram e uma nação – a Jamaica – se ausentou da sessão.

A Autoridade Palestina e a Jordânia tinham avisado que iriam fortalecer as reivindicações muçulmanas ao local na resolução, a menos que houvesse uma votação sobre o texto existente, que era uma versão mais suave que aquele que o WHC já havia aprovado em 2015.

Israel permitiu-lhes acreditar que tinham o apoio do consenso. Parte dessa estratégia foram as declaraçõe dadas à mídia sobre como Israel esperava uma grande perda na reunião do WHC, em Paris.

Ajustes

Entre as críticas diferenças e disparidades que foram ajustadas no novo texto, estava a restauração dos termos judaicos para se referir ao Muro das Lamentações. Em resoluções anteriores os nomes estavam entre aspas ou parênteses e o local considerado sagrado era referenciado apenas com seu nome muçulmano: ‘Muro Buraq’.

O Embaixador de Israel na UNESCO, Carmel Shama-Hacohen, disse que até o fim não ficou claro quanto de apoio a resolução tinha. No final, ele disse, que apenas os estados árabes do Comitê, juntamente com Cuba e Vietnã apoiaram a resolução.

De acordo com fontes diplomáticas, dentre os países que apoiaram a resolução estavam: Líbano, Cuba, Kuwait, Tunísia, Turquia, Azerbaijão, Cazaquistão, Indonésia, Vietnã e Angola.

Aqueles que se abstiveram foram: Polônia, Portugal, Croácia, Finlândia, Coreia do Sul, Burkina Faso, Peru e Zimbábue.

Já os que se opuseram foram a Tanzânia e Filipinas.

“Conseguimos surpreendê-los (os palestinos e os Estados árabes) no último minuto”, disse Shama-Hacohen. “O crédito para isto é devido ao Ministério das Relações Exteriores e ao Gabinete do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu.

“Quero expressar um agradecimento especial às duas nações valentes: Croácia e na Tanzânia, que estavam indecisas sobre Israel e publicamente pediram uma votação, se colocando contra a vontade do mundo árabe”, disse Shama-Hacohen. Ele também agradeceu aos Estados Unidos, pelo o papel significativo que desempenharam.

“Com relação ao conteúdo [da resolução], as nações árabes não tinham escolha, senão bater em retirada quase que por completo sobre a questão do Muro das Lamentações”, disse Shama-Hacohen.

O problema é com referência ao Monte do Templo, unicamente por seus nomes muçulmanos de ‘Al-Aqsa’ e ‘Haram Al-Sharif’, que permanecem, disse ele.

“Mas essa questão também será resolvida um dia e a verdade vai prevalecer”, acrescentou.

Ainda criticando o WHC pela votação em Paris nesta quarta-feira, Shama-Hacohen criticou os Estados-Membros que votaram a favor da nova resolução.

“Vocês acabam de adotar uma [resolução] contra a verdade histórica. Isto está em contradição total e absoluta a todos os valores”, disse ele.

O representante da Autoridade Palestina, por sua vez acusou Israel de transformar uma questão sobre direitos em um debate sobre religião.

Já os Estados Unidos disseram que essas resoluções “minam o apoio da própria legitimidade desta organização” e exortou “os membros [do WHC] a adotarem uma abordagem em que todos possam trabalhar juntos”.

Fonte: JM Notícia , Guia-me e Gospelprime

Anúncios

Nova Rádio – Vem Jesus FM

abril 22, 2017

Carregando …

Nova Ordem, Organização ou Igreja

janeiro 7, 2017

635454392361416982w.jpg

Shimon Peres propôs “ONU das religiões”

O ex-presidente israelense e falecido recentemente Shimon Peres apresentou a ideia ao papa Francisco, em visita ao Vaticano em 2014.

Uma nova organização ajudaria a reduzir conflitos em nome da religião?

Por MARINA RIBEIRO
04/09/2014 – 19h00 – Atualizado 04/09/2014 19h00

Ataques terroristas, assassinatos de minorias e conversões forçadas. Para o ex-presidente Shimon Peres uma das possíveis soluções para os conflitos religiosos que o mundo vive hoje seria criar a Organização das Religiões Unidas, uma espécie de ONU (Organização das Nações Unidas) religiosa.

>> Papa está na mira do Estado Islâmico, diz jornal italiano

A ideia foi apresentada nesta quinta-feira (4) em uma audiência com o papa Francisco no Vaticano. “A Organização das Nações Unidas teve seu tempo e, agora, o que vejo é uma ONU das religiões, uma Organização das Religiões Unidas. Seria a melhor maneira para acabar com o terrorismo que mata em nome da fé, já que a maioria das pessoas pratica suas religiões sem matar ninguém”, afirmou em entrevista à revista Famiglia Cristiana, antes do encontro com o pontífice.

>> Papa Francisco: Sua Santidade faz tremer a Terra Santa

Aos 91 anos, o ex-líder de Israel afirmou que a ONU é “um organismo político, mas que não tem a mesma convicção vinculada às religiões”. Segundo ele, qualquer declaração de seu secretário-geral, Ban Ki-moon, “não tem a mesma força e nem a eficácia de uma homilia do papa, que reúne mais de 500 mil pessoas na Praça de São Pedro”.

Burocracia x Diálogo

O professor de Teologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Fernando Altemeyer discorda. Na visão dele, uma estrutura assim poderia criar ainda mais burocracia e não gerar ganhos reais.

>> “A fidelidade de Papa Francisco me tocou”

Ele lista algumas instituições que já existem com o objetivo de gerar o diálogo entre diferentes religiões como o Conselho Mundial de Igrejas, a URI (United Religions Initiative) e mesmo o Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, que atua dentro da Igreja Católica para este fim.

>> Insurgentes criam um califado islâmico em pleno século XXI

“Não tem nada que impeça a criação de uma nova instituição, mas tenho medo que se torne mais um instrumento de burocracia ineficiente. Basta que as instituições que já existem dialoguem”, afirmou o especialista. Segundo ele, a posição de dialogar tem sido adotada pelos últimos papas.

>> Na Terra Santa, a paz definitiva ainda é um sonho mas iniciativas de coexistência e diálogo são realidade

Altemeyer ainda afirma que é pouco provável que papa Francisco queira se colocar em tamanho papel de destaque, o que poderia ser interpretado como arrogância. “A Igreja não quer estar acima da ONU, isso é uma bobagem, tanto que participa como observadora, mesmo tendo direito a estar lá por causa do Estado do Vaticano”, diz.

>> “Esse é o meu garoto”, diz jihadista sobre foto do filho com cabeça decepada

Em última instância, ele afirma que uma nova instituição religiosa também não teria autoridade em grupos extremistas. “Boko Haram, Al-Qaeda e o novo Estado Islâmico são grupos oportunistas que não ouvem nem os líderes de suas religiões, eles têm interesses econômicos e políticos que nada tem a ver com a religião ou seus livros sagrados, estes são só um pretexto.”

Vaticano

Em entrevista à rádio do Vaticano, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi confirmou que o papa ouviu as ideias de Peres na reunião que durou 45 minutos, mas não disse nada específico sobre o projeto. “O Santo Padre ouviu tudo atentamente e garantiu a ele a atenção dos dicastérios vaticanos empenhados neste campo, sobretudo o Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso e o Pontifício Conselho para a Justiça e a Paz.”

>> Papa Francisco telefonou para mãe de James Foley
>> A última carta de James Foley

Segundo Lombardi, o pontífice fez questão de reiterar que a iniciativa de oração pela paz que reuniu Peres e Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Palestina, nos jardins do Vaticano em junho não foi um fracasso, pois permitiu que uma abertura de diálogo fosse criada.

Fonte: – Epoca o Globo

Arqueólogo diz que encontrou local onde Deus falou com Moisés pela primeira vez

dezembro 14, 2016

 

Arqueólogo diz que encontrou local onde Deus falou com Moisés pela primeira vezUm arqueólogo egípcio afirma ter encontrado o local exato onde Deus falou pela primeira vez com Moisés, relata a World Israel News. O pesquisador disse ter descoberto o lugar onde Deus falou a Moisés e lhe ordenou: “tira os teus sapatos porque estás em terra santa”.

Abdul Rahim Rayhan disse que o Monte Sharia, também conhecido como Monte Sinai, nas proximidades do mosteiro de Santa Catarina na parte sul da Península do Sinai (Egito), é o local onde ocorreu o encontro.

“Todos os estudos confirmaram que este é realmente o local onde Deus se manifestou a Moisés”, disse Rayhan, gerente geral de pesquisa de estudos arqueológicos e publicação científica, no Sinai.

Sarça ardente

Segundo seus estudos, o Mosteiro de Santa Catarina tem um arbusto que se acredita ser a sarça ardente em que Deus apareceu pela primeira vez a Moisés. Embora as tradições locais incluam essa afirmação, nenhum outro arqueólogo apresentou tais afirmações. Além disso, o judaísmo tem, na tradição definitiva, a localização bíblica de Horeb, identificada como a localização da sarça ardente registrada no livro de Êxodo.

É importante notar que o relatório de Al-Arabiya apontou que o primeiro encontro entre Deus e Moisés é relatado nos livros sagrados do cristianismo e do Islã, mas não mencionou a fonte original, que antecede esses livros por mais de mil anos – a Bíblia judaica.

 

Fonte : Portal Guia-me

Mais de 300 mil pessoas já implantaram biochips em seus corpos

dezembro 1, 2016

Mais de 300 mil pessoas já implantaram biochips em seus corpos
Mais de 300 mil pessoas já implantaram biochips em seus corpos. O aparelho tem o tamanho de um grão de arroz e serve tanto para usos medicinais, quanto para segurança

por Leiliane Roberta Lopes

A medicina está prestes a iniciar a implantação de um biochip que será capaz de controlar diabetes, ser usado como método contraceptivo e ainda para fazer exames dando um diagnóstico preciso e rápido até mesmo para casos de câncer.

O biochip é um dispositivo eletrônico do tamanho de um grão de arroz chamado de “wearables” assim como acessórios tecnológicos de uso pessoal como os óculos, relógio e pulseiras fabricados por empresas como LG, Motorola e Samsung.

A diferença é que este pequeno dispositivo será implantado dentro do organismo humano. “Os biochips vão acelerar o diagnóstico das doenças, porque são ultrasensíveis. Isso vai permitir exames de análises clínicas mais rápidos e baratos”, diz Idagene Cestari, diretora de bioengenharia do Instituto do Coração (Incor) em entrevista à Veja.

Através dessa cápsula de vidro será possível, por exemplo, analisar substâncias como o sangue para identificar se a pessoa está ou não doente.

Em casos de diabetes o biochip poderá ser implantado para liberar a quantidade ideal de insulina. Casos de pressão alta também poderão ser acompanhados por este pequeno aparelho que promete revolucionar a medicina.

Idagene é uma entusiasta sobre o uso desse dispositivo. “Poderemos fazer uma medicina personalizada”, disse ele.

Uma startup ligada ao  Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)  já testou um biochip para evitar gravidez. Implantado sob a pele ou no abdômen da mulher ele libera diariamente uma pequena dose de hormônio contraceptivo. O aparelho pode ser usado por 16 anos, quando a mulher desejar ter filhos, através de um controle remoto o médico ou a paciente desativa o biochip e estará pronta para gerar.

No Brasil a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) na área de otorrinolaringologia tem testado o biochip para casos de surdez.

Implantado no ouvido dos pacientes surdos, ou no tronco cerebral, o biochip libera impulsos elétricos estimulando o nervo auditivo. Com esse procedimento espera-se que cérebro interprete a informação e restaure a capacidade do usuário reconhecer os sons, ainda que sejam “robóticos”.

Uso de biochips aumenta a cada dia

O uso do biochips pode parecer novidades, mas há cerca de 300 mil pessoas que já usam esses dispositivos no mundo todo. A Veriteq Corp, fabricante de biochips nos Estados Unidos, já tem aval da  Food and Drug Administration (FDA) e já comercializada três modelos de dispositivos.

No Brasil não há fabricantes desses dispositivos, mas alguns brasileiros já estão usando para abrir carros e conectar computadores como é o caso de Raphael Bastos, de 28 anos.

Morador de Belo Horizonte (MG) o jovem conseguiu implantar um biochip que lhe permite destravar computadores, passar por catracas, destrancar portas e ligar o carro apenas encostando a mão esquerda em um leitor.

Bastos conseguiu adquirir um biochip através da loja Dangerous Things, um site especializado em comercializar esses dispositivos. Com 99 dólares é possível comprar o aparelho e ainda seringas especiais e bisturis que devem ser usados para a implantação do produto.

Fonte: Gospelprime

Nota do Blog Vem Jesus

Para muitos cristãos esse biochip é o princípio do cumprimento da profecia do Apocalipse que diz
um sinal será colocado nas mãos e testas dos cidadãos que não poderão deixar de comprar e vender sem ele.  Conforme está escrito:

Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.  (Apocalipse 13:16-18 )

Epidemias – Profecia do juízo de Deus sobre o Brasil

fevereiro 16, 2016

profecia
E acrescentou Jesus: “Porquanto, nação se levantará contra nação, e reino contra reino; e haverá em muitos lugares enormes terremotos, epidemias horríveis e devastadora falta de alimentos. Então sucederão eventos terríveis e surgirão poderosos fenômenos celestes.
(Lucas 21:10)

Os dados epidemiológicos do Brasil são assustadores. Dengue, Chykungunya, Zyca vírus, Mayaro e até Malária em lugares nunca vistos antes, como Rio de Janeiro.
Em 2014 o profeta David Ouwuor avisou sobre esse juízo de Deus e que o único remédio seria arrependimento. Se a igreja não se arrepender de seu materialismo e carnalidade, não haverá solução para o Brasil. Não basta orar, pedir perdão e não mudar de mentalidade e de atitude. Tem que mudar a pregação, voltar para o verdadeiro evangelho, tirar o mundanismo fora e abrir as portas para o Senhor entrar. Como em Laodicéia, Ele está do lado de fora, enquanto mamom, leviatã e as pombas-giras governam. “ARREPENDEI-VOS – E CREDE – NO EVANGELHO” (Mc 1:15) (mude a maneira de pensar) – (obedeça) – (todos os mandamentos de Jesus) –  Pr Gladiston Amorim

 

Profecia de David Owuor


O pastor David Owuor já foi chamado de “profeta da chuva” e de “superprofeta” por ter anunciado grandes tragédias, como os furações Katrina e Irene, que destruiu parte dos Estados Unidos, além do terremoto que, em 2010, devastou o Haiti, meses antes de ocorrerem. Na África é conhecido por “chamar” a chuva com suas orações.

“Em alguns eventos ele orou para chover e choveu. O mais conhecido foi em 2011, na Nigéria. Dez dias antes de uma conferência que faria, David começou a noticiar que haveria uma chuva na data. Ele registrou isso. Gravou em uma rádio local e colocou no Youtube. Era um período de seca. No dia da conferência foi uma grande multidão e, durante o evento, com sol escaldante e céu brilhante, choveu forte por mais de uma hora”, explica o pastor Gladiston Amorim, 51 anos, do Ministério Atos de Justiça.

Ele coordenou a primeira vinda de David ao Brasil assegurando que “em nível de ofício profético talvez não exista outro”. Acrescenta que Owour tem um ministério de milagres, tendo testemunhos gravados de paralíticos, cegos, surdos mudos, leprosos e portadores de HIV.

Sempre vestido de roupas brancas e com sua característica barba comprida, Owur largou uma bem sucedida carreira de cientista médico para pregar o evangelho.  Esta semana ele foi o destaque na “Conferência de Arrependimento e Santidade – A preparação para a vinda do Messias”, evento evangélicos em Campo Grande.

Marcada para os dias 25 e 26 de março, no Parque das Nações Indígenas, a cruzada reuniu cerca de 10 mil pessoas.

Os organizadores afirmam que 50 igrejas evangélicas e 138 pastores do Mato Grosso do Sul se mobilizaram durante os últimos meses para preparar a vinda de Owuor.  Ontem foi o encerramento de sua visita ao país.  Ela já passou este mês por São Paulo e Rio de Janeiro, mas em eventos fechados, apenas para pastores.

Nas duas cidades, ele profetizou uma “invasão” de insetos no Brasil. O bispo Carlos Ferreira, 55, explica: “Ele falou que vem uma grande nuvem de insetos, que vai tomar conta das casas, caso a Igreja, as pessoas, que não se arrependam. Isso pode ser literalmente uma praga ou uma tragédia como consequência do pecado. É melhor não facilitar”.

No continente africano, o pastor Owur já levou essa mensagem a outros países. Mas ele também trouxe uma boa notícia. Segundo o material divulgado, o profeta anunciou que a igreja, “no Brasil, já está preparada para um avivamento, um grande despertar”.

Alaíde Santana Lopes, de 75 anos, que foi de São Paulo até Campo Grande apenas para a conferência, disse que essa é a mensagem que o povo precisa ouvir: “Espero que o Brasil realmente se arrependa, a começar pelas esferas federal, estadual e municipal, porque Deus está voltando”.

Mesmo sabendo das críticas que receberia, inclusive de evangélicos, o bispo Ferreira explica que o evento teve “um grande diferencial”: o fato de Owuor não cobrar nada. “Deus o mandou e o povo de Campo Grande não pode deixar de receber essa unção… Ele paga a despesa dele e da equipe. Não recebe oferta e não cobra nada, porque tem uma mensagem para entregar. Ele paga para trazer essa mensagem”, ressalta. Com informações Campo Grande News.

Fonte: Gospelprime

 

Luas Sangrentas Durante a Próxima Semana de Anos de Israel

setembro 30, 2015

lua sangrenta

E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.
O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. (Joel 2:30,31)


Prof. Johan Malan, Middelburg, (Junho 2008)

O pastor Mark Biltz, um judeu messiânico dos Ministérios El Shaddai, perto de Washington, fez uma descoberta fantástica sôbre os eclipses do Sol e da Lua, relacionando-os com as profecias bíblicas àcêrca de Israel. Refere-se êle a várias “luas sangrentas”que vão acontecer em 2014 e 20l5, durante o ano sabático da próxima semana de anos. Êle interpreta êste fenómeno baseando-se em Joel 2:31, onde Deus diz: “O Sol tornar-se-á escuridão e a Lua sangue, antes de chegar o grande e terrível dia do Senhor”.

Mark obteve esta informação no Eclipse Website da NASA, tendo descoberto um quadro claro na sequência de eclipses, ao datá-los de acôrdo com o calendário judaico. A ocorrência de costas, de quatro luas sangrentas em anos sucessivos, é acontecimento raro na história. Aconteceu em 1949/50, depois de Israel ter sido restaurado na sua terra em 1948, e de novo em 1967/68, depois da Jerusalém bíblica (a Cidade Velha), ter sido reconquistada por Israel em Junho de 1967. A próxima vez a acontecer será em 2014/15, e é muito provável que possa acontecer concorrentemente com importantes acontecimentos proféticos em  Israel.

Não pode ser atribuído a coincidência, que todas as quatro luas sangrentas de 2014/15 se verifiquem durante festivais religiosos de Israel, juntamente com dois eclipses do Sol também em dias importantes em 2015. Haverá uma lua sangrenta no 14º dia do mês Nissan, em 2014, na data da celebração da Páscoa judaica em Israel (Lev. 23:5). Nissan é o primeiro mês do calendário religioso judaico. No 15º dia do sétimo mês (Tishri), quando começa a festa dos Tabernáculos (Lev.23:34), haverá outra lua sangrenta. E em 2015 repetir-se-á exactamente o mesmo cenário. Devido ao ano lunar de Israel, estas datas coincidem todas com a lua cheia e nestas ocasiões a lua tornar-se-á côr de sangue. Além dos eclipses lunares, haverá também dois eclipses do Sol em 2015 – um no primeiro dia de Nissan e de novo outro no primeiro dia de Tishri. Rosh Hashanah (Novo Ano judaico) celebra-se no 1º dia de Tishri, que é o comêço do seu calendário civil.

As descobertas de Mark Biltz tornam-se aínda mais significativas, quando se leva em conta que o ano de 25 de Setembro de 2014 a 13 de Setembro de 2015 será um ano sabático, que concluirá a semana de anos que começa com a festa de Rosh Hashanah em 30 de Setembro de 2008. Quatro luas sangrentas em anos sucessivos nunca mais se registarão durante todo o resto do século 21. Isso fortalece a expectativa que a semana de anos que começa em 30 de Setembro de 2008 e termina em Setembro de 2015, pode muito bem ser o período de tribulação de sete anos do govêrno do Anticristo. Do ponto de vista de Israel, será a 70ª semana de anos de  Daniel. Esta conclusão não pode ser expressa explicitamente como facto, mas deve no entanto ser considerada como forte possibilidade.

Outras evidências proféticas apoiam esta expectativa, e Mark Biltz também se referiu a outros sinais com ela relacionados. Êle diz que os eclipses do Sol estão associados a épocas de trevas na história de Israel, especialmente quando êles ocorrem  no mês de AV (Julho/Agosto). Os judeus jejuam durante êste mês e lamentam a destruição do primeiro templo por Nabucodnozor no dia 9 de AV, bem assim como a destruição do segundo  templo pelos romanos no mesmo dia do ano 70 AD. AS investigações de Mark revelaram que haverá três eclipses do Sol exactamente no mesmo dia do calendário judaico, – isto é, 1 de AV em 2008, 2009 e 2010. De acôrdo com Biltz, estes eclipses no mês de AV indicam dias de trevas para Israel e para as nações, e podem referir-se ao início de uma  grande conflagração em Agosto de 2008. O mês judaico de AV, começa êste ano em 2 de Agosto.

A evidência circunstancial deve também ser considerada. Há várias indicações de que a tensão entre Israel e os seus visinhos muçulmanos está prestes a explodir. O  presidente e dirigentes religiosos do Irão instam constantemente pela destruição completa de Israel. O seu programa nuclear está a ser acelerado e armaram a organização Hesbolah do Líbano até aos dentes. Êste grupo terrorista possui presentemente 40.000 mísseis modernos, capazes de atingir qualquer alvo em Israel. Êles renovaram o seu propósito de destruir totalmente o estado judaico, e perpetuam a mesma campanha de ódio contra os Estados Unidos. Há fortes boatos que o presidente Bush tenciona ordenar um ataque  às facilidades nucleares do Irão, antes de terminar o seu têrmo na presidência. E Mark não se admiraria se tal ataque fôsse feito durante o próximo mês de AV (Agosto).

Outra coisa que está a precipitar a próxima guerra contra Israel, é a pressão mundial para que se divida o território israelita e a cidade de Jerusalém, para o estabelecimento de um estado palestino. Em Israel haverá luta intensa pela sobrevivência, mas o Senhor intervirá para pôr fim a esta luta. Depois desta intervenção divina, o Anticristo aparecerá em cena e, falsamente, chamará a si todo o crédito por evitar a guerra.

A última geração

O cenário inteiro apresentado por Mark Biltz, também é de aplicar ao quadro da última geração, a que Cristo se refere no Seu Discurso no Monte das Oliveiras (Luc. 21:32). Do contexto desta passagem torna-se evidente que a última geração começa ao desabrochar da figueira, que foi a restauração de Israel em 1948. Isso diz respeito a uma geração de 70 anos (Veja Salmo 90:10), que terminará em 2018. Durante esta geração devem-se cumprir todos os acontecimentos que conduzem ao regresso de Cristo, incluindo a tribulação de sete anos. A semana de anos de 30 de Setembro de 2008 a 13 de Setembro de 2015, é a última semana de anos completa que se pode relacionar com o tempo da última geração.

Existe razão mais que suficiente para considerarmos sèriamente o estudo e conclusões de Mark. É-nos comandado que olhemos para Israel (a figueira), se quizermos saber onde nos encontramos no calendário profético de Deus (Luc. 21:28-31). No mesmo capítulo, o Senhor Jesus diz:- “E haverá sinais no Sol, na Lua e nas estrelas; e na Terra haverá inquietação nas nações, com perplexidade, e o mar e as ondas rugirão” (Luc. 21:25). Nas profecias bíblicas existe uma relação directa entre os sinais nos corpos celestiais e os acontecimentos inquietantes que acontecem na Terra. Estamos a aproximar-nos ràpidamente da altura do cumprimento destes sinais.

Os eclipses do Sol e da Lua apresentam-se-nos aqui com datas exactas que não podem ser manipuladas. No entanto, Mark diz que estes sinais não devem ser vistos como uma tentativa para marcar a data da segunda vinda de Cristo,  mas sim como um chamamento para nos despertar e preparar para o que pode acontecer num futuro próximo. O presente tempo não é para cairmos em sonolência espiritual como as virgens descuidadas.

Mark explicou o significado destes sinais durante duas entrevistas na TV com o Dr. J. R. Church e Gary Stearman de Profecia Nas Notícias. Êles consideram a informação muito importante. Para mais pormenores visitar www.prophecyinthenews.com

O Dr. J.R.Church também procurou evitar a marcação de datas pertinentes, aceitando  todo o cenário apenas como uma possibilidade. Diz êle, que se uma guerra de maior vulto rebentar em Agosto ou Setembro no Médio Oriente, ficaremos a saber que de facto a altura da partida chegou. Nesse caso, teremnos a esperança de uma espera de curta duração para o arrebatameno dos verdadeiros crentes, depois do que o Anticristo será revelado para enganar todas as populações, como prelúdio do seu reino internacional de terror, que se seguirá 3 anos e meio mais tarde.

Outras opções

 

Há outros escatologistas bem conhecidos, como Jack Kelly, que são da opinião que há simplesmente demasiadas coisas que têm de acontecer primeiro, antes do Anticristo ser revelado – entre outras a guerra de Ezequiel 38 e 39. Êle argumenta, que o ano de acontecimentos de 2015, pode ser o princípio da tribulação de sete anos e não o seu fim.

Independentemente do facto de a marcação do período de tribulação de Jack não se ajustar à época da última geração, existem outros factores que também devem ser considerados. Por exemplo, o Irão não faz segredo da sua intenção de tirar Israel do mapa o mais cedo possível. Aínda mais, deseja vingar-se da América por auxiliar Israel e por atacar o Afganistão e o Iraque, que  são nações muçulmanas. A situação tensa no Médio Oriente não pode possivelmente continuar por mais sete anos, sem que uma guerra de maior vulto rebente na região.

O presidente Bush tem definitivamente uma mente guerreira, e não é impossível que ataque o Irão durante o último estágio da sua presidência. Os Jogos Olímpicos que começam na China em Agosto, afastarão a atenção do mundo do Médio Oriente, oferecendo assim uma oportunidade ideal ao Irão e seus aliados, e também aos Estados Unidos e a Israel para efectuarem ataques de surpresa. Se Israel planear destruir as instalações nucleares do Irão, fá-lo-á enquanto o seu “amigo”de duas caras Bush estiver na presidência. Entre os possíveis sucessores de Bush contam-se Clinton e Obama, ambos pacifistas. Êles não ajudarão Israel no seu esfôrço de guerra, nem atacarão êles próprios o Irão.

Os repetidos pedidos de muçulmanos radicais para uma jihad de âmbito mundial, ouvem se presentemente em toda a parte:- Do Irão, do Iraque, da Síria, do Líbano, do Afganistão, do Paquistão, do Egipto, dos territórios palestinos em Israel, e mesmo de grupos muçulmanos em Londres. A cena está preparada para o lançamento de um ataque de vulto contra os infiéis não-muçulmanos. A mentalidade de ataques suicidas com bombas, destes países, tem demonstrado contìnuamente que êles têm um ódio fanático aos seus inimigos, inspirado pela sua religião, e que não hesitarão em mergulhar o mundo no cáos.

Israel continua a ser o seu alvo mais importante, mas o Senhor não vai permitir que aniquilem o Seu povo. De acôrdo com Ezequiel 39:1-5, os muçulmnos radicais que vão invadir Israel sob a direcção da Rússia (Magog), serão destruidos nas montanhas de Israel. Isso, juntamente com o arrebatamento, porá fim à dispensação da igreja, dando ao mesmo tempo a oportunidade ao Anticristo para ser revelado como dirigente mundial de Satanás.

A perspectiva correcta

Deve ter-se em mente que, durante a grande tribulação, o Sol e a Lua serão escurecidos por longos periodos, devido à poluição atmosférica causada pela guerra e por incêndios e desastres naturais, especialmente erupções vulcânicas. Nas espessas núvens de fumo, o Sol tornar-se-á nêgro como pano de saco e a Lua como sangue. Todos estes fenómenos devem ser vistos como parte de um quadro mais vasto,  isto é, como aviso de Deus em relação aos julgamentos a vir sôbre uma humanidade vil e rebelde.

O assunto mais importante relativamente aos sinais dos tempos, é que devemos considerar o nosso relacionamento pessoal com o Senhor Jesus. Compreender correctamente os sinais proféticos não deve ser a nossa primeira prioridade, mas sim o sermos cristãos cheios do Espírito, mantendo-nos verdadeiramente decididos a ser testemunhas de Cristo até ao fim. Então escaparemos aos julgamentos e iremos ficar com o Senhor quando Êle vier buscar a Sua congregação de noivado, quer sejamos peritos em escatologia bíblica quer não. Devemos manter sempre um equilíbrio correcto nas nossas vidas espirituais, determinando correctamente as nossas prioridades. Se assim fizermos, possuiremos a disposição acertada em ambos os aspectos obedeceremos a valores espirituais sãos, e teremos ao mesmo tempo um interesse vivo no cumprimento literal das profecias do fim dos tempos relativas à segunda vinda de Cristo.

Nós estamos a viver em tempos difíceis, em que a nossa fé e amor estão a ser severamente postos à prova. Jesus disse:- “O pecado reinará em toda a parte e arrefecerá o amor de muitos” (Mat. 24:12 – Bíblia Viva). Nós devemos precaver-nos contra o retrocesso na nossa fé. Quando os sinais dos tempos se cumprirem à nossa volta, devemos “Levantar a cabeça e  olhar para o alto, pois a nossa redenção está perto” (Lucas 21:28). Devemos ter coragem no meio do deteriorar das coisas no mundo,  pois há um futuro de esperança para os cristãos verdadeiros. O Senhor intervirá por meio do arrebatamento, mudando as nossas vidas para sempre:- “Olhai portanto, e orai sempre para que possais ser considerados dignos de escapar a todas estas coisas que vão acontecer e de enfrentar o Filho do Homem” (Lucas 21:36 – ver também 1 Tessal. 4:16-17).

Nós devemos prosseguir a caminho do alvo que temos à nossa frente, vivendo como pessoas que têm uma forte expectativa de um arrebatamento antes da tribulação: “Mas vós, irmãos, não estais na escuridão de maneira a que (o dia do Senhor) vos possa surpreender como um ladrão” (1 Tessal. 5:4). As pessoas que não esperam a próxima vinda do Senhor e não são espiritualmente fortes, esforçam-se por um reino terrestre criado pelo homem. E as suas actividades vão terminar com uma grande desilusão para si e todos os enganados, pois promoverão sem  querer as iniciativas humanísticas de paz e reconciliação da agenda do Anticristo para estabelecer uma nova ordem mundial inspirada por Satanás. De repente essas pessoas vão achar-se no seu reino, sem terem maneira de escapar aos julgamentos de Deus sôbre os iníquos (1Tess. 5:3).

Fonte: Bible Guidance

Funcionária que se opõe a casar gays é presa nos EUA

setembro 4, 2015

Observai! Eu vos envio como ovelhas entre os lobos. Sede, portanto, astutos como as serpentes e inofensivos como as pombas. E, acautelai-vos dos homens; pois que vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. Sereis levados à presença de governadores e reis por minha causa, para testemunhardes a eles e aos gentios. Todavia, quando vos prenderem, não vos preocupeis em como, ou o que deveis falar, pois que, naquela hora, vos será ministrado o que haveis de dizer. (Mateus 10:16-19)

AFP

Uma funcionária pública americana foi enviada nesta quinta-feira à prisão por desacato após se negar a registrar matrimônios homossexuais, informou a imprensa americana.

Kim Davis, uma funcionária de Kentucky (centro-oeste), disse ao tribunal que emitir certificados de casamentos homossexuais é contra suas crenças religiosas.

O juiz federal do distrito, David Bunning, ordenou então sua detenção, segundo o noticiário ABC News.

“Este tribunal não pode aceitar que deliberadamente se desobedeçam suas decisões jurídicas”, afirmou David Bunning.

Fonte: Istoé Independente

Gays são crucificados e mortos por Estado Islâmico

junho 13, 2015

  Dois homens que seriam homossexuais foram atirados do telhado de uma torre, em Mosul, na província de Nineveh, no Iraque, pelo grupo extremista Estado Islâmico, conhecido internacionalmente como ISIS. As imagens chocantes do assassinato foram compartilhadas pelos membros da grupo e se espalhou nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver homens encapuzados empurrando as duas vítimas, enquanto uma multidão assiste à queda, na rua. No meio dos espectadores da execução, outros dois homens são crucificados.

“O tribunal islâmico em Wilayet al-Furat decidiu que um homem que tenha praticado sodomia deve ser jogado do ponto mais alto da cidade e, em seguida, apedrejado até a morte”, afirmou um membro do ISIS em uma declaração fornecida à AFP juntamente com as imagens. Em novembro do ano passado, outros dois homens acusados pelos jihadistas de serem gays foram apedrejados até a morte.

Execuções públicas

O Estado Islâmico domina parte do território da Síria e do Iraque. Nestes locais, as execuções públicas têm se tornado comum. Em outras imagens divulgadas pelo grupo, uma mulher que teria cometido adultério é apedrejada até a morte. Acusados de roubo e outros crimes são crucificados e mortos no meio da rua.

Na pesquisa “Traçando o perfil do Estado Islâmico”, Charles Lister, do instituto Brookings Doha Center, que analisa o cenário geopolítico e social do mundo muçulmano, descreve a versão de governo islâmico proposto pelo ISIS: “A implementação de uma forma estrita da sharia (conjunto de leis islâmicas) é claramente central para a governança do ISIS. Isso inclui a imposição da hudud (punições islâmicas fixas para crimes graves), aplicação das cinco orações diárias, proibição de drogas , álcool e tabaco; controle da aparência pessoal, incluindo vestuário; proibição de jogos de azar, de música não- islâmica, e mistura de gênero; e a destruição de santuários religiosos, entre outras regras”.

isis2

ISIS-gay-2 (1)

ISIS-gay-1-165x165

Estado-Islâmico-720-720x265ISIS-gay-2
ISIS-gay-9
ISIS-gay-10ISIS-gay-11





Fonte: Blog da Gazeta

Casal americano é perseguido e multado por não vender a casal gay

abril 25, 2015

sweet_cakes_top_img_by_g-f_017-764x460Ontem à noite Aaron Klein, um dono da padaria, que não quis fazer  um bolo de casamento para um casal de lésbicas, me ligou com a  notícia alarmante de que um juiz administrativo decidiu que ele e  sua esposa Melissa terão que pagar 135 mil dólares americanos para  estas duas mulheres que  tiveram  ” sofrimento emocional” .

“Inacreditável!

Os Klein já tiveram que  fechar os negócios, sua padaria  Sweet  Cakes , no Oregon por Melissa que não têm esse dinheiro para pagar.

Aaron disse que iria arruinar financeiramente sua família e poderia custar-lhes a sua casa. Eles não fizeram nada de errado, e suas vidas, junto com seus cinco filhos, foram viradas de cabeça para baixo por esta perseguição. Você não pode chamá-lo de qualquer outra coisa.

Isso é errado, e isso está acontecendo aqui em nosso próprio país (EUA) . Juízes e funcionários com a multidão LGBT liberais estão tentando fazer um ponto com o castigo imerecido desta família.

Esta é a América deveríamos ter a liberdade de viver por nossas crenças religiosas sinceras. É óbvio que quem está realmente sendo discriminados aqui.

Eu acho que nós precisamos ajudar os Klein. Em primeiro lugar, continuar a orar por eles como este pesadelo continua. Em segundo lugar, se você gostaria de doar algo para ajudá-los financeiramente e outros cristãos passando por provações semelhantes, clique aqui para Samaritan’s Purse
Fundo dos Cristãos americanos perseguidos 

Estamos todos em perigo real, se algo não for feito para pôr fim a este tipo de ataque deliberado e tratamento malicioso aos cristãos.

Fonte: Samaritan Purse
Tradução: Anderson Cassio de Oliveira