Que Droga

Que Droga!

extraido do site Avivamento Já
Então um anjo poderoso levantou uma pedra do tamanho de uma grande pedra de moinho, lançou-a ao mar e disse: “Com igual violência será lançada por terra a grande cidade de Babilônia, para nunca mais ser encontrada.

Nunca mais se ouvirá em seu meio o som dos harpistas, dos músicos, dos flautistas e dos tocadores de trombeta. Nunca mais se achará dentro de seus muros artífice algum, de qualquer profissão. Nunca mais se ouvirá em seu meio o ruído das pedras de moinho. Nunca mais brilhará dentro de seus muros a luz da candeia. Nunca mais se ouvirá ali a voz do noivo e da noiva. Seus mercadores eram os grandes do mundo. Todas as nações foram seduzidas por suas feitiçarias [PHARMAKIA]. – Apocalipse 18:21 a 23

Um adolescente que diz não às drogas e sim à educação. Isso é um milagre! – filme ‘O Todo Poderoso’

Babilônia, a cidade formosa, a maravilha do mundo antigo, traiu Deus e morreu. Contudo, enquanto Ele abre as cortinas no fim dos tempos, lá, em mistério, está essa grande cidade, ainda em combate mortal contra o povo de Deus, uma Babilônia viva com violência e poder, cheia de lascívia e ganância e assassinato e ódio. A Grande Babilônia, a inimiga de Cristo. Babilônia é um principado demoníaco.
Ninguém diz que falta “classe” à Babilônia . Seu mundo está cheio de luxo, comércio, turismo, cultura, música e arte. Veste-se com realeza (veja Apocalipse 18:16), faz seus negócios em metais preciosos e pedras preciosas (v. 12), exige sempre o melhor de tudo (v. 14). Porém a Babilônia vicia, escraviza e cativa. O motivo do seu tráfico é fazer escravos dos “corpos e das almas de seres humanos” (v. 13). Suas moradias são os repousos de demônios e os esconderijos de espíritos imundos, sua prole é imoralidade, violência, pecado – tudo que Deus mais odeia.
Então, o que é o poder fenomenal, persuasivo com que a Babilônia manipula os corpos e as almas dos homens e mulheres, jovens e velhos? O que é o negócio mais lucrativo na terra? Se você disser imóveis, aero-espaço, computadores, software, entretenimento, alimento, habitação, esportes ou qualquer outra coisa nos relatórios anuais das companhias da Fortuna 500, provavelmente errou. O que ganha mais dinheiro do que qualquer outra indústria na terra?
De acordo com as Escrituras, o poder da Babilônia é pharmakia, a palavra traduzida “feitiçarias” ou “bruxarias”, a coisa que dá a este principado o seu poder mundial. É aquilo que o povo tem usado desde as primeiras raízes da rebelião como substituto para o poder, a sabedoria e a provisão do Deus Vivo. É a palavra da qual derivam as palavras “farmácia” e “farmacêutica”. O que é a grande economia no tempo do fim do mundo? Esse que nós temos agora: O poder de Babilônia é as drogas.
Winkey Pratney – Fire on the Horizon

No Grego do Novo Testamento, a palavra PHARMAKIA também aparece em Gálatas 5:20 – entre ‘idolatria’ e ‘ódio’, e em Apocalipse 9:21, junto com assassinatos, imoralidade sexual e roubos. O Vines Expository Dictionary, uma referência padrão na língua inglêsa do Grego do Novo Testamento, define esta palavra como sendo “o uso de medicina, drogas, encantamentos”, depois “envenenamento” e depois “feitiçaria”.

No seu livro ‘Fire on the Horizon’ (Fogo no Horizonte) Winkie Pratney continua falando sobre o império das drogas lícitas, a indústria farmacêutica e seus efeitos no mundo de hoje. Porém, não podemos esquecer também do narco-tráfico, hoje um negócio mundial que movimenta bilhões de dólares por ano:

Nesse momento, o bandido da favela é o de menos – o que importa são os grande negócios, envolvendo milhões de dólares anualmente. Um estudo da ONU assegura que os números globais do tráfico estão entre 600 e 800 bilhões de doláres a cada ano. Em 1993 – e não faz tanto tempo assim – a contabilidade do mundo das drogas somava 360 bilhões de dólares. Dobrou em uma década.
Carlos Amorim – CV_PCC, A Irmandade do Crime

O relatório Brasil: Perfil do País 2005 do Escritório contra Drogas e Crime das Nações Unidas mostra um quadro sombrio para crianças e adolescentes brasileiros envolvidos no mundo das drogas:

As crianças que vivem nas ruas são constantemente aliciadas por gangues de traficantes de drogas. O Estatuto da Criança e do Adolescente do Brasil, de cunho protetor, prevê que crianças abaixo de 18 anos não podem ser presas, a menos que sejam pegas no ato de cometer um crime. Assim, a impunidade das crianças faz delas “aviõezinhos” ideais para as gangues de traficantes. Infelizmente, essas crianças são freqüentemente mortas por saberem demais, roubarem demais ou se verem no meio de fogo cruzado.
– páginas 1 e 2

Algumas abordagens foram usadas para se avaliar o consumo de drogas no país. Elas incluem estudos populacionais entre estudantes e meninos de rua, indicadores do consumo de drogas (hospitalizações por consumo de drogas, etc.) e estudos etnográficos. Todas essas abordagens indicam que o abuso de drogas é um fenômeno de importância crescente no Brasil. As comunidades mais pobres, onde as oportunidades sociais e profissionais são escassas, constituem uma fonte de mão-de-obra barata para os traficantes de drogas. É nessas comunidades que parece existir uma tendência de abuso de drogas em sua forma mais nociva — o uso de drogas injetáveis.
– página 22

O uso indevido de drogas entre a população brasileira, de um modo geral, e entre seus jovens, particularmente, aumentou significativamente ao longo da última década. O consumo quatro vezes maior de cocaína entre adolescentes revela que essa tendência representa um problema cada vez maior.
– página 28

Podemos perguntar porque o narco-tráfico se tornou tão grande ameaça contra os jovens, adolescentes e crianças que estão vivos hoje. Por que nenhuma outra geração tem enfrentado um perigo tão real, tão insidioso, tão onipresente, como as drogas?

Eu creio que a resposta a esta pergunta está na origem do poder da PHARMAKIA – um espírito maligno que busca escravizar, viciar e matar. Um espírito que resolveu manifestar-se poderosamente nestes tempos, contra esta geração. Uma geração escolhida por Deus e odiada pelo inimigo.

No livro CV_PCC de Carlos Amorim, há uma entrevista policial feita em 1991 com o Professor William da Silva Lima, um dos fundadores do Comando Vermelho:

Vou aos morros e vejo crianças com disposição fumando e vendendo baseado. Futuramente, elas serão três milhões de adolescentes que matarão vocês nas esquinas. Já pensou o que serão três milhões de adolescentes e dez milhões de desempregados em armas?
O inimigo tem seus planos para levantar uma geração de soldados, que matariam e morreriam na guerra do pó. Mas Deus também tem seus planos, e na sua grande misericórdia, tem escolhido esta geração para juntar-se ao seu exército:

Toquem a trombeta em Sião;
dêem o alarme no meu santo monte.
Tremam todos os habitantes do país,
pois o dia do SENHOR está chegando.
Está próximo!

É dia de trevas e escuridão,
dia de nuvens e negridão.
Assim como a luz da aurora se estende pelos montes,
um grande e poderoso exército se aproxima,
como nunca antes se viu
nem jamais se verá nas gerações futuras.

O SENHOR levanta a sua voz à frente do seu exército.
Como é grande o seu exército!
Como são poderosos os que obedecem à sua ordem!
Como é grande o dia do SENHOR!
Como será terrível!
Quem poderá suportá-lo?

“Agora, porém”, declara o SENHOR,
“Voltem-se para mim de todo o coração
com jejum, lamento e pranto.”
Rasguem o coração, e não as vestes
Voltem-se para o SENHOR, o seu Deus,
pois ele é misericordioso e compassivo,
muito paciente e cheio de amor;
arrepende-se, e não envia a desgraça.

“E, depois disso,
derramarei do meu Espírito sobre todos os povos.
Os seus filhos e as suas filhas profetizarão,
Os velhos terão sonhos, os jovens terão visões.
Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito
naqueles dias.”

E todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo,
pois, conforme prometeu o SENHOR,
no monte Sião e em Jerusalém
haverá livramento para os sobreviventes,
para aqueles a quem o SENHOR chamar.

Joel 2:1-2, 11-13, 28-29, 32

Jovem, sobrevivente desta guerra, aliste-se já neste exército poderoso de Deus!

Então um anjo poderoso levantou uma pedra do tamanho de uma grande pedra de moinho, lançou-a ao mar e disse: “Com igual violência será lançada por terra a grande cidade de Babilônia, para nunca mais ser encontrada.

Nunca mais se ouvirá em seu meio o som dos harpistas, dos músicos, dos flautistas e dos tocadores de trombeta. Nunca mais se achará dentro de seus muros artífice algum, de qualquer profissão. Nunca mais se ouvirá em seu meio o ruído das pedras de moinho. Nunca mais brilhará dentro de seus muros a luz da candeia. Nunca mais se ouvirá ali a voz do noivo e da noiva. Seus mercadores eram os grandes do mundo. Todas as nações foram seduzidas por suas feitiçarias [PHARMAKIA]. – Apocalipse 18:21 a 23

Um adolescente que diz não às drogas e sim à educação. Isso é um milagre! – filme ‘O Todo Poderoso’

Babilônia, a cidade formosa, a maravilha do mundo antigo, traiu Deus e morreu. Contudo, enquanto Ele abre as cortinas no fim dos tempos, lá, em mistério, está essa grande cidade, ainda em combate mortal contra o povo de Deus, uma Babilônia viva com violência e poder, cheia de lascívia e ganância e assassinato e ódio. A Grande Babilônia, a inimiga de Cristo. Babilônia é um principado demoníaco.
Ninguém diz que falta “classe” à Babilônia . Seu mundo está cheio de luxo, comércio, turismo, cultura, música e arte. Veste-se com realeza (veja Apocalipse 18:16), faz seus negócios em metais preciosos e pedras preciosas (v. 12), exige sempre o melhor de tudo (v. 14). Porém a Babilônia vicia, escraviza e cativa. O motivo do seu tráfico é fazer escravos dos “corpos e das almas de seres humanos” (v. 13). Suas moradias são os repousos de demônios e os esconderijos de espíritos imundos, sua prole é imoralidade, violência, pecado – tudo que Deus mais odeia.
Então, o que é o poder fenomenal, persuasivo com que a Babilônia manipula os corpos e as almas dos homens e mulheres, jovens e velhos? O que é o negócio mais lucrativo na terra? Se você disser imóveis, aero-espaço, computadores, software, entretenimento, alimento, habitação, esportes ou qualquer outra coisa nos relatórios anuais das companhias da Fortuna 500, provavelmente errou. O que ganha mais dinheiro do que qualquer outra indústria na terra?
De acordo com as Escrituras, o poder da Babilônia é pharmakia, a palavra traduzida “feitiçarias” ou “bruxarias”, a coisa que dá a este principado o seu poder mundial. É aquilo que o povo tem usado desde as primeiras raízes da rebelião como substituto para o poder, a sabedoria e a provisão do Deus Vivo. É a palavra da qual derivam as palavras “farmácia” e “farmacêutica”. O que é a grande economia no tempo do fim do mundo? Esse que nós temos agora: O poder de Babilônia é as drogas.
Winkey Pratney – Fire on the Horizon

No Grego do Novo Testamento, a palavra PHARMAKIA também aparece em Gálatas 5:20 – entre ‘idolatria’ e ‘ódio’, e em Apocalipse 9:21, junto com assassinatos, imoralidade sexual e roubos. O Vines Expository Dictionary, uma referência padrão na língua inglêsa do Grego do Novo Testamento, define esta palavra como sendo “o uso de medicina, drogas, encantamentos”, depois “envenenamento” e depois “feitiçaria”.

No seu livro ‘Fire on the Horizon’ (Fogo no Horizonte) Winkie Pratney continua falando sobre o império das drogas lícitas, a indústria farmacêutica e seus efeitos no mundo de hoje. Porém, não podemos esquecer também do narco-tráfico, hoje um negócio mundial que movimenta bilhões de dólares por ano:

Nesse momento, o bandido da favela é o de menos – o que importa são os grande negócios, envolvendo milhões de dólares anualmente. Um estudo da ONU assegura que os números globais do tráfico estão entre 600 e 800 bilhões de doláres a cada ano. Em 1993 – e não faz tanto tempo assim – a contabilidade do mundo das drogas somava 360 bilhões de dólares. Dobrou em uma década.
Carlos Amorim – CV_PCC, A Irmandade do Crime

O relatório Brasil: Perfil do País 2005 do Escritório contra Drogas e Crime das Nações Unidas mostra um quadro sombrio para crianças e adolescentes brasileiros envolvidos no mundo das drogas:

As crianças que vivem nas ruas são constantemente aliciadas por gangues de traficantes de drogas. O Estatuto da Criança e do Adolescente do Brasil, de cunho protetor, prevê que crianças abaixo de 18 anos não podem ser presas, a menos que sejam pegas no ato de cometer um crime. Assim, a impunidade das crianças faz delas “aviõezinhos” ideais para as gangues de traficantes. Infelizmente, essas crianças são freqüentemente mortas por saberem demais, roubarem demais ou se verem no meio de fogo cruzado.
– páginas 1 e 2

Algumas abordagens foram usadas para se avaliar o consumo de drogas no país. Elas incluem estudos populacionais entre estudantes e meninos de rua, indicadores do consumo de drogas (hospitalizações por consumo de drogas, etc.) e estudos etnográficos. Todas essas abordagens indicam que o abuso de drogas é um fenômeno de importância crescente no Brasil. As comunidades mais pobres, onde as oportunidades sociais e profissionais são escassas, constituem uma fonte de mão-de-obra barata para os traficantes de drogas. É nessas comunidades que parece existir uma tendência de abuso de drogas em sua forma mais nociva — o uso de drogas injetáveis.
– página 22

O uso indevido de drogas entre a população brasileira, de um modo geral, e entre seus jovens, particularmente, aumentou significativamente ao longo da última década. O consumo quatro vezes maior de cocaína entre adolescentes revela que essa tendência representa um problema cada vez maior.
– página 28

Podemos perguntar porque o narco-tráfico se tornou tão grande ameaça contra os jovens, adolescentes e crianças que estão vivos hoje. Por que nenhuma outra geração tem enfrentado um perigo tão real, tão insidioso, tão onipresente, como as drogas?

Eu creio que a resposta a esta pergunta está na origem do poder da PHARMAKIA – um espírito maligno que busca escravizar, viciar e matar. Um espírito que resolveu manifestar-se poderosamente nestes tempos, contra esta geração. Uma geração escolhida por Deus e odiada pelo inimigo.

No livro CV_PCC de Carlos Amorim, há uma entrevista policial feita em 1991 com o Professor William da Silva Lima, um dos fundadores do Comando Vermelho:

Vou aos morros e vejo crianças com disposição fumando e vendendo baseado. Futuramente, elas serão três milhões de adolescentes que matarão vocês nas esquinas. Já pensou o que serão três milhões de adolescentes e dez milhões de desempregados em armas?
O inimigo tem seus planos para levantar uma geração de soldados, que matariam e morreriam na guerra do pó. Mas Deus também tem seus planos, e na sua grande misericórdia, tem escolhido esta geração para juntar-se ao seu exército:

Toquem a trombeta em Sião;
dêem o alarme no meu santo monte.
Tremam todos os habitantes do país,
pois o dia do SENHOR está chegando.
Está próximo!

É dia de trevas e escuridão,
dia de nuvens e negridão.
Assim como a luz da aurora se estende pelos montes,
um grande e poderoso exército se aproxima,
como nunca antes se viu
nem jamais se verá nas gerações futuras.

O SENHOR levanta a sua voz à frente do seu exército.
Como é grande o seu exército!
Como são poderosos os que obedecem à sua ordem!
Como é grande o dia do SENHOR!
Como será terrível!
Quem poderá suportá-lo?

“Agora, porém”, declara o SENHOR,
“Voltem-se para mim de todo o coração
com jejum, lamento e pranto.”
Rasguem o coração, e não as vestes
Voltem-se para o SENHOR, o seu Deus,
pois ele é misericordioso e compassivo,
muito paciente e cheio de amor;
arrepende-se, e não envia a desgraça.

“E, depois disso,
derramarei do meu Espírito sobre todos os povos.
Os seus filhos e as suas filhas profetizarão,
Os velhos terão sonhos, os jovens terão visões.
Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito
naqueles dias.”

E todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo,
pois, conforme prometeu o SENHOR,
no monte Sião e em Jerusalém
haverá livramento para os sobreviventes,
para aqueles a quem o SENHOR chamar.

Joel 2:1-2, 11-13, 28-29, 32

Jovem, sobrevivente desta guerra, aliste-se já neste exército poderoso de Deus!

Uma resposta to “Que Droga”

  1. Irma soares Says:

    Amem…que o Senhor nos abencoe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: