Archive for junho \13\UTC 2015

Gays são crucificados e mortos por Estado Islâmico

junho 13, 2015

  Dois homens que seriam homossexuais foram atirados do telhado de uma torre, em Mosul, na província de Nineveh, no Iraque, pelo grupo extremista Estado Islâmico, conhecido internacionalmente como ISIS. As imagens chocantes do assassinato foram compartilhadas pelos membros da grupo e se espalhou nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver homens encapuzados empurrando as duas vítimas, enquanto uma multidão assiste à queda, na rua. No meio dos espectadores da execução, outros dois homens são crucificados.

“O tribunal islâmico em Wilayet al-Furat decidiu que um homem que tenha praticado sodomia deve ser jogado do ponto mais alto da cidade e, em seguida, apedrejado até a morte”, afirmou um membro do ISIS em uma declaração fornecida à AFP juntamente com as imagens. Em novembro do ano passado, outros dois homens acusados pelos jihadistas de serem gays foram apedrejados até a morte.

Execuções públicas

O Estado Islâmico domina parte do território da Síria e do Iraque. Nestes locais, as execuções públicas têm se tornado comum. Em outras imagens divulgadas pelo grupo, uma mulher que teria cometido adultério é apedrejada até a morte. Acusados de roubo e outros crimes são crucificados e mortos no meio da rua.

Na pesquisa “Traçando o perfil do Estado Islâmico”, Charles Lister, do instituto Brookings Doha Center, que analisa o cenário geopolítico e social do mundo muçulmano, descreve a versão de governo islâmico proposto pelo ISIS: “A implementação de uma forma estrita da sharia (conjunto de leis islâmicas) é claramente central para a governança do ISIS. Isso inclui a imposição da hudud (punições islâmicas fixas para crimes graves), aplicação das cinco orações diárias, proibição de drogas , álcool e tabaco; controle da aparência pessoal, incluindo vestuário; proibição de jogos de azar, de música não- islâmica, e mistura de gênero; e a destruição de santuários religiosos, entre outras regras”.

isis2

ISIS-gay-2 (1)

ISIS-gay-1-165x165

Estado-Islâmico-720-720x265ISIS-gay-2
ISIS-gay-9
ISIS-gay-10ISIS-gay-11





Fonte: Blog da Gazeta

Pastor morre após afirmar que estava pronto para ser levado por Deus

junho 2, 2015

13 de maio de 2015

pr

Fiéis da Igreja Batista “Greater Saint Mary”, em Nova Orleans, Estados Unidos, foram surpreendidos durante o culto do domingo (3) quando o pastor Kenneth Green, 56 anos, faleceu durante a pregação.

Segundo informações, o pastor havia afirmado que estava pronto para se encontrar com Deus quando caiu morto diante de todos. “Se o Senhor me chamar agora, eu estou pronto”, foram suas últimas palavras.

Green pregava sobre o livro de Salmos. Uma das testemunhas, Joan Martin, senhor que faz parte do hall de membros da igreja confirmou as informações ao canal de notícias local WDSU.

“Ele tinha mencionado que, se o Senhor o chamasse agora ‘estava pronto para ir”, disse ela. Ainda segundo Joan, o pastor chegou a olhar para cima antes de cair no chão.

“Antes de tomar água, ele limpou o rosto, e então ele olhou para cima e parecia que seus olhos estavam revirados, como se não houvesse vida neles, então foi ao chão. Todo mundo estava em um estado de choque… as pessoas estavam chorando”.

Os paramédicos foram chamados e tentaram reanimar o pastor, mas ele já havia falecido. Green era casado e deixa três filhos. Ele estava à frente da Great Sant Mary há 8 anos e é lembrado com carinho pelos fiéis.

Joan Martin, por exemplo, fez questão de citar na imprensa que quando ele perdeu dois filhos foi o pastor quem esteve ao seu lado dando apoio e falando sobre esperança.

“Lembre-se de seu amor por Deus e o trabalho que ele fez pelo Senhor, e como ele tentou fazer tudo por todos”, disse a senhora tentando reanimar seus amigos de igreja.

Fonte: Gospel Prime \ Com informações Christian Post